2016/03/24

Como o oceano.

      


Como o oceano.

       Me sinto como se estivesse no fundo do mar, meu corpo está leve meu pulmão arde e meu coração acelera, meus olhos quando tentam se abrir,enxergam a imensidão de um mundo embaçado. Seu toque é como se fosse a leveza da água, consegue me levar para onde quiser com facilidade, me faz voar , voar no mar. Seus lábios é como se fossem meu pulmão ardendo, seus lábios conseguem fazer minha respiração parar, meu fôlego sumir. 
       Seus olhos, é como se fossem minha visão embaçada, esqueço do mundo, das consequências , me cego em seus olhos, me cego em você. Meu coração acelerado, é seu amor em mim, é meu amor em você, toda batida contem nós. Me debato em baixo da água, querendo subir, mas estou fundo demais, não há mais saída dali, o tempo que eu tinha para subir acabou e eu me desespero cada vez mais, agonia, agonia ,agonia dentro de mim.  
        Estou me afogando, me afogando na falta que você faz. Me afogo mais a cada minuto sem você.  Até que então tudo para. Na superfície estou. Meu corpo pesa, sinto frio, estou sem movimentos mas minha alma se alivia. Meu corpo pesado é como se fosse toda tristeza e angustia que já senti, o frio congelante são as borboletas que você me deu... Elas saem do meu estômago tirando todas as coisas ruins, e deixando só as boas, minha falta de movimento é como se fosse o prazer que você me dá, não consigo me mexer ,só quero sentir você me amando ali, me amando ali, ali. 
        O alivio vem quando estou no céu, com as estrelas em um chão gelado, ou numa janela com a visão de um céu azulado. quando tudo fica calmo, seguro nas suas mãos. Por que tantas suplicas, se sabemos que nunca iremos nos deixar? Você me abraça. Você me beija. Você sorri. Você ajuda. Você faz tantas coisas... E seu amor, é a minha felicidade absoluta. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário